domingo, 18 de dezembro de 2011

"... y si contemplas llorando las estrellas y se te llena el alma de imposibles, es que mi soledad viene a besarte..."

Para que no me olvides, Marcela Serrano

domingo, 11 de dezembro de 2011

"Narcisists do not love, they take hostages."

Depois de uma certa distância, isso chega a ser engraçado!
:-D

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Desapego fail 100%

Chega a ser ridículo o quanto eu me apego às pessoas. Hoje fui examinar uma gestante que está internada. Aí fui ouvir os BCFs (batimentos cardiofetais) do bebê, e ela me disse que é uma menina e se chama Fulana. Agora eu quero ir todos os dias ouvir o coraçãozinho da Fulana.
 _________________________

Fulana nasceu prematurinha, não sabemos se vai sobreviver.
:-(

_________________________
A mãe recebeu alta, então não tenho mais notícias da nenê, mas vou tentar descobrir o que aconteceu.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

"Your chromosomes have combined beautifully."
hehehe

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O duende da oportunidade já levantou a plaquinha de "sem chances", e, mesmo assim, tem dias - como hoje - em que me pego pensando em ti.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

It takes strength to be gentle and kind.

The Smiths
(Primeira vez que eu tive vontade de tatuar alguma coisa.)

domingo, 13 de novembro de 2011

Para brincar

1. Qual seu último nome? Souza.
2. Qual o tamanho da sua cama? Queen size. Yeah, I'm a queen, baby. A drama queen, actually.
3. O que você está ouvindo agora? Alguma coisa do Beethoven, que eu não sei o que é. Não entendo nada de música clássica, mas me faz sentir acolhida.
4. Quais são os últimos dígitos do número de seu celular? 5935
5. Qual foi a ultima coisa que você comeu? Café com torradas.
6. Última pessoa que você abraçou? O colega que veio trocar o plantão às 7h da manhã hoje.
7. Quem foi a última pessoa com quem você falou no telefone? Tami, agorinha mesmo.
8. Qual sua comida favorita? Chocolate.
9. Você quer ter filhos? Sim.
10. Qual bebida predileta? Café. Sim, mais do que cerveja. Sim, é uma heresia.
11. Você bebe? Sim.
12. Qual foi a última vez que bebeu? Diz a lei que a gente não é obrigada a produzir provas contra si mesmo. ;)
13. Você já ficou super bêbado? Vide acima.
14. Cor do seu cabelo? Castanho claro ou loiro escuro, há divergências.
16. Você usa óculos? Sim, mas prefiro usar lente.
17. Seriado Favorito? House.
18. Estação do ano favorita? Outono.
19. Já chorou por um amor? Diz a lei que a gente não é obrigada a produzir provas contra si mesmo.
20. Último filme que assistiu? Medianeras.
21. Último livro que leu? Para que no me olvides.
22. Tem piercings? Não.
23. Time de futebol? Fui sagrada colorada pelos amigos, mas não exerço.
24. O que está fazendo além do Face? Msn e 9gag.
25. Você pretende se casar? Diz a lei que a gente não é obrigada a produzir... vocês entenderam, né?
26. Tem tatuagens? Não.
27. Em que lugar gostaria de estar agora? Em vários... "Ah, não ser eu toda a gente e toda a parte" como diria o amigo Fernando.
28. Qual é seu sonho? A cura do câncer, a paz mundial e um rímel que não me deixe parecendo um panda no final do dia.
29. Seu doce preferido? Chocolate.
30. 7 pessoas para fazer o mesmo: Você, você, você, você, você, você e você.

domingo, 6 de novembro de 2011

Formspringue.me

Rock, paper or scissors?

Rock... and roll, baby!

Formspringue.me

Um trecho de musica que te defina agora?

Nananananananananana Batman!

Formspringue.me

Se um dia você acordasse e descobrisse qe tudo na sua vida foi um sonho, o que faria?

Tomaria um antipsicótico?

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Amanhã começa meu estágio no HPS, desejem-me sorte... e não se acidentem!

domingo, 30 de outubro de 2011

Eu sou uma X-men e meu superpoder é a capacidade de instalar o caos.

Formspringue.me

És um doce de pessoa.Como pode alguém não gostar de ti/ Eu gosto.

Olá, pessoa querida!
Eu não faço a menor idéia de quem você é, mas obrigada! De verdade!
:-)

Formspringue.me

Amor ou amizade?

Por que inventaram que essas são duas coisas excludentes?!

sábado, 29 de outubro de 2011

“You know, you’re a little complicated after all.”
“Oh no,” she assured him hastily. “No, I’m not really - I’m just a - I’m just a whole lot of different simple people.

F. Scott Fitzgerald, Tender Is the Night

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O interessante senso de decência das pessoas.
Moça de 21 anos chegou a se prostituir para ter dinheiro para comprar drogas, mas diz com orgulho que, ao contrário do irmão, nunca roubou nada da casa da mãe para vender e assim conseguir o dinheiro.
....................................
E eu entendo o que ela quis dizer com isso, não pensem que eu estou criticando a moça.
Alguém tem dicas de como uma pessoa pode melhorar sua auto-estima? Sério, pessoal, é uma pergunta honesta.

domingo, 23 de outubro de 2011

Deve haver esperança para alguém que pendura suas echarpes coloridas para secar dentro do chuveiro.
"É somente a história das nossas generosidades que torna este mundo tolerável."

Robert Louis Stevenson, citado por Kay Jamison, traduzido por Waldéa Barcellos.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Caaaaaaras, tô citada na wikipédia como "Referência"!!!!! Quem escreveu esse verbete sobre o Vicente Huidobro?!?!?!?

"O seu manifesto Non serviam, de 1914, é considerado por historiadores latino-americanos como o marco inicial das vanguardas no continente americano." Segue referência de um texto, meu publicado numa antologia on-line, do tempo em que eu era bolsista da Zilá!!!

:-o
:-o
:-o

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Diálogo aberto entre o Universo e Eu

Universo, sério, você é massa, eu sei que você me ama muito e eu também amo e venero você. Sei que você provê tudo de fundamental na minha vida e sou profundamente grata por isso. Sei do seu empenho em me mostrar e me ensinar todas as coisas mais importantes da maneira mais amorosa e gentil possível (a não ser, é claro, quando eu mesma cago tudo). Mas, Universo, cara, sério, às vezes você é o maior mindfucker que eu conheço.
Também te amo.
Pela atenção, obrigada.

(P.S.: Sei que diálogo pressupõe que a outra parte fale também, e parece que isso não aconteceu aqui, mas aconteceu, me acredite. Você é que não ouviu.)
Achei que ninguém mais vinha aqui, só meus/minhas três leitor@s fiéis (e um deles é imaginário). Aí fui olhar meu google analytics e...
:-o
Oi, pessoal!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Estágio na psiquiatria

Não sei o que me deixa mais perturbada, se são os pacientes psicóticos ou aqueles que simplesmente não sabem como viver.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Estágio na psiquiatria

Paciente pergunta quando sai a sua condicional.
- Não é condicional, seu Fulano, é saída para passeio.

Mesmo paciente, alguns minutos depois:
- Onde vocês colocam os loucos?
Residente, com auto-controle admirável, se segurando para não rir:
- Não sei, não, seu Fulano, mas não é aqui.

\o/
Louquinhos com senso de humor are the best!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Espalhando hifas

- I grow on people.
- So do fungus.

Parabéns para mim!

\o/

E Feliz Dia das Crianças para você também.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Estágio na psiquiatria

E quando você se identifica mais com os pacientes do que com os médicos?
:-o

Estágio na psiquiatria

Acho fofo que os psiquiatras falam de sentimentos.
Acho irritante que os psiquiatras falam de sentimentos como se não os tivessem.

domingo, 2 de outubro de 2011

Descobri que tenho uma rede massa.
Valeu, pessoal.
Obrigada de verdade!
Time brings poetry to a battlefield.

Graham Greene
Via Carol
Adorei!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Se você quiser cuidar de mim eu deixo um pouquinho.
Mas um poquinho só.
:)

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Precisando muito, muito, muito de afagos carinhosos no momento. Quem os tiver disponíveis, favor entregar pessoalmente ou depositar aqui.
Pela atenção, obrigada.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

É simples: não gostar das pessoas dá muito trabalho.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Tenho umas 450 pessoas adicionadas no meu facebook! Sério, eu nem conheço 450 pessoas?! Quiéisso, gentem?

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

"You write something that everyone understands, it is a brilliant piece of literature, but if you write something that only one person understands, it is a love letter." Ed Menchavez

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Um aprendizado do CTI: o luto é uma tristeza em que se pode descansar.

domingo, 28 de agosto de 2011

Quero um dia em que eu não tenha mais vontade de você.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Um aprendizado do CTI: A Difícil Arte de Desistir.

sábado, 20 de agosto de 2011

E então, enquanto isso, vou confiando que você exista.

Plantão no CTI hoje

Um suicídio bem sucedido.
De verdade.
Não é metáfora, força de expressão, brincadeira ou ironia.
Fomos atender uma parada na psiquiatria. O paciente ganhou de nós.
Espero que esteja bem, onde quer que esteja, se existe algum outro lugar para estar.

Mas afinal, somos feitos da mesma matéria das estrelas.
Será que alguém esqueceu de contar isso para ele?
Ou será que foi justamente por isso que ele se largou no infinito?

Plantão no CTI hoje.
Talvez seja hora de voltar para cá.
A difícil arte de desistir do que não existe.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Eu tenho uma capa de chuva dourada.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

As mesmas mãos que seguram e afagam uma criancinha com um dia de vida.
Que são as mesmas mão que fazem compressões na paciente em parada cardiorrespiratória.
Que são as mesmas mãos que não sabem o que fazer enquanto o esposo dela chora, porque a pessoa com quem ele achava que ia passar o resto da vida acabou.
Que são as mesmas mãos que escrevem essas palavras.
Que são as mesmas mãos.
Que são minhas.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

WAAAAAANT!!!!!

O importante é acreditar em alguma coisa, seja em Deus, num abraço ou numa garrafa de cerveja.

domingo, 24 de julho de 2011

Eu sempre fico emocionada e comovida com o quanto eu sou abençoada nesse mundo. Eu conheço as pessoas mais lindas e especiais que existem! Muitas, muitas delas vivem na minha vida, chegam e passam e ficam e voltam e me dão os presentes mais legais que existem. Me dão esses presentes com as mãos, com as palavras, com o corpo, ou simplesmente com a sua presença doce e segura do meu lado.
É bom sentir o amor respirar.

Obrigada, Universo, obrigada por tudo.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Primeiro eu queria entender, para depois saber se é o caso de chorar ou não.

domingo, 17 de julho de 2011

sábado, 16 de julho de 2011

A fantasia do relacionamento perfeito.

"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu."

Caio Fernando Abreu

Do insólito

Eu aqui lendo sobre dinossauros, enquanto o encanador destrói o meu banheiro.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Quero fazer contigo o que a primavera faz com as cerejeiras.

Pablo Neruda

sábado, 9 de julho de 2011

sexta-feira, 24 de junho de 2011

"Objectivity must be operationally defined as fair treatment of data, not absence of preference."
Stephen Jay Gould.
Fica aqui que é para eu lembrar sempre.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

E essa é a mais linda e preferida.

Oração - A Banda mais Bonita da Cidade

***********************************************

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Não sei porque resolvi ler nossos e-mails quase dois anos depois. Não sei se ficou mais fácil ou mais difícil de te perdoar no meu coração. Da minha vida tu nunca mais vai fazer parte.
Não, não me orgulho desse rancor, mas tem coisas com as quais eu não sei lidar.
Porque no fim de tudo eu não consigo entender tanto egoísmo e tão pouca capacidade em lidar generosamente com outro ser humano. Eu não sei quem você é. Eu provavelmente nem sequer sei quem você foi. Tenho certeza de que você não sabe quem eu sou ou fui também. Tanto amor nunca passou a barreira de si mesmo.

Mas existe um lado de mim que é melhor do que eu. E esse se alegra das coisas doces que escreveu, e fica contente em saber o quanto é capaz de amar e de, por um breve momento - mesmo que nutrido de ilusão - ser feliz consigo mesmo.

Eu te amei com uma profundidade e uma entrega que nunca chegou em ti, porque tu nunca quis aprender a lidar comigo. A mágoa e a tristeza chegaram na mesma profundidade, mas algum dia eu vou aprender a me perdoar e a seguir em frente.

Eu não me arrependo de ter te amado, eu me arrependo de que tenha sido tu.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Pessoas que não tem paciência comigo não tem mais lugar na minha vida.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Então acaba que muito eu tenho trocado o blog pelo facebook. Sabe como é, calor humano e tal... hehehe.
Se quiser me seguir por lá, sei lá, manda um e-mail, deixa um recado aqui, qualquer coisa, que a gente dá um jeito de se achar.

Um beijo em cada um.

domingo, 5 de junho de 2011

Vou ali fazer uma jarra de suco radioativo e já volto.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

sábado, 21 de maio de 2011

C.L.: Foi quando aprendi que aquilo que eu sentia às vezes se chamava epifania (outras vezes se chamava orgasmo mesmo).

domingo, 15 de maio de 2011

Estou fazendo uma casinha para os duendes da auto-estima.

Da Série Diálogos

Maritza diz:
Sexta-feira tive uma epifania no hospital.
Amiga Índigo diz:
Conta!
Maritza diz:
Me dei conta de que vou ser médica.
Tô falando sério,
não é avacalhação não,
levei só 4 anos para me dar conta.
Amiga Índigo diz:
Quando isso acontecer comigo tu me leva pro 4º Norte.
Maritza diz:
HAHAAHAHHA
Amiga Índigo diz:
Sério. Nao é avacalhação. saushuashuahsuahsauhs
Mas e o que deflagrou esse teu processo?
Maritza diz:
Sei lá, tava caminhando no corredor do hospital, quando coloquei a mão no meu esteto
e subitamente a ficha caiu.
Foi bizarro e feliz.

sábado, 14 de maio de 2011

Eu não sei nada de coisa nenhuma, então posso gostar do que eu quiser.

domingo, 8 de maio de 2011

A última frase do meu relatório de pediatria:

"Sendo um bebezinho perfeitamente saudável, ele pôde ser encaminhado ao alojamento conjunto, ficando aos cuidados da mãe, com acompanhamento do pai, até que mãe e bebê recebessem alta e pudessem ir para a casa, onde eram ansiosamente esperados por mais seis irmãos."


Alguma coisa me diz que o professor vai achar que eu estou sendo irônica.
[Mode final de semestre on]

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Te encontro em palavras escondidas. Sei que é você, mas me calo.
Nesse silêncio mora um imenso carinho e a vontade de te ter por perto.

domingo, 1 de maio de 2011























Black and White
Obrigada por me amar.

(Tenho certeza de que ninguém entendeu esse post, mas eu não vou tirar ele daqui, porque ele diz exatamente o que eu quero dizer. Mesmo que as pessoas para quem eu gostaria de dizê-lo nem venham aqui.)

sábado, 30 de abril de 2011

¿Qué se puede hacer en ochenta años? Probablemente, empezar a darse cuenta de cómo habría que vivir y cuáles son las tres o cuatro cosas que valen la pena. Un programa honesto requiere ochocientos años. Los primeros cien serían dedicados a los juegos propios de la edad, dirigidos por ayos de quinientos años; a los cuatrocientos años, terminada la educación superior, se podría hacer algo de provecho; el casamiento no debería hacerse antes de los quinientos; los últimos cien años de vida podrían dedicarse a la sabiduría. Y al cabo de los ochocientos años quizá se empezase a saber cómo habría que vivir y cuáles son las tres o cuatro cosas que valen la pena.
Un programa honesto requiere ocho mil años. Etcétera.

Ernesto Sábato. (1911 - 2011)

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Eu sou muito feita de palavras.
É da minha natureza amar as pessoas.

terça-feira, 26 de abril de 2011

30 Day Song Challenge day 10: a song that makes you fall asleep.

Não, claro que hoje eu não consigo mais dormir com essa música, mas, quando eu era criança, era isso que eu pedia para o meu pai colocar para tocar na hora de dormir. Só deus sabe como a criança dormia depois disso.
Aquele trecho entre os 5:50 e os 6:25 me dá orgasmos musicais.

Sim, eu precisava dividir isso com vocês.

domingo, 24 de abril de 2011

"Amar começa por baixo."

Interpretem como quiserem.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

segunda-feira, 18 de abril de 2011

domingo, 17 de abril de 2011

A foto aqui em cima é do Dani.
E, para quem nunca me viu, essa sou eu.

sábado, 16 de abril de 2011

Muita vida lá fora faz a vida aqui dentro ficar cansada.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

"...temos o direito a ser iguais quando a nossa diferença nos inferioriza; e temos o direito a ser diferentes quando a nossa igualdade nos descaracteriza. Daí a necessidade de uma igualdade que reconheça as diferenças e de uma diferença que não produza, alimente ou reproduza as desigualdades."

Boaventura de Sousa Santos

Nossa! Gostei disso!

terça-feira, 12 de abril de 2011

segunda-feira, 4 de abril de 2011

domingo, 3 de abril de 2011

Fim de semana produtivo

1/3 bêbada, 1/3 de ressaca e 1/3 dormindo.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Da série Coisas que eu gostaria de ter escrito

"Morreu José de Alencar MacLeod."

Mas quem escreveu foi ela.

sábado, 26 de março de 2011

"Antes eu amava especialmente o seu cheiro. Ela ainda cheirava a frescor: de banho tomado, ou cheiro fresco de lavanda, ou de suor fresco, ou de quem foi amada há pouco. Às vezes usava perfume, não sei qual, e era mais leve do que todos os outros. Por baixo desses cheiros frescos existia ainda um outro, um cheiro pesado, escuro, acre. Frequentemente eu a farejava como um animal curioso, começando pelo pescoço e ombros, que cheiravam como se tivessem acabado de sair do banho, inspirando o cheiro fresco de suor entre os seus seios, misturado com o outro cheiro nas suas axilas, encontrando esse cheiro pesado e escuro quase puro na cintura e na barriga, e entre as pernas numa tonalidade de fruta que me excitava. Também bisbilhotava suas pernas e pés, as coxas, onde o cheiro pesado se perdia, os joelhos, mais uma vez cheirando levemente a suor fresco, e os pés com cheiro de sabonete, ou couro, ou cansaço. As costas e os braços não tinham nenhum perfume especial, não cheiravam a nada e no entanto cheiravam como ela, nas palmas das mãos  havia o perfume do dia e do trabalho: a tinta preta dos bilhetes, o metal do furador, cebola, ou peixe, ou carne assada, água com sabão ou o calor do ferro de passar. Quando lavadas, as mãos a princípio não demonstravam nada disso. Mas o sabão apenas cobria os cheiros e depois de certo tempo eles voltavam, fracos, combinados num único perfume de cotidiano e trabalho, no perfume do fim do dia e do trabalho, da noite, do retorno para casa e do conforto de estar nela."

O Leitor,
Bernhard Schlink

Da Série Diálogos

Atendo o porteiro eletrônico:
- Quem é?
- Sou eu, mãe.
Uma fração de segundo.
- Acho que tu tocou no apartamento errado.
- Ah, é. Desculpe.

Mas naquela fração de segundo ali quase saí correndo e gritando!

O que talvez explique a minha ambiguidade em relação ao casamento

"Num estudo sobre a relação entre a depressão e o amor romântico, o psiquiatra italiano Silvano Arieti concluiu que as mulheres casadas sofrem mais de depressão do que os homens na proporção de dois para um. Nas outras categorias — solteiras, divorciadas e viúvas — as mulheres têm taxas mais baixas que os homens. Ele afirma que entre os fatores sócio-culturais que estão por trás da depressão feminina se encontra o fato de que o objetivo dominante para muitas mulheres não é a busca de um “eu” autêntico, mas a busca do amor romântico."

Regina Navarro Lins

sexta-feira, 25 de março de 2011

"Num mundo hostilizado, gentileza se torna um ato de subversão."
Adoro as paredes do DAP.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Aos poucos tô me adaptando à internação da pediatria, às criancinhas doentes e às mudanças de prioridades.

domingo, 20 de março de 2011

Mortais e amantes de mortais: é o que somos e o que nos dilacera.

André Comte-Sponville

domingo, 13 de março de 2011

Talvez a pergunta pareça estranha, mas alguém sabe onde posso comprar uma cama com dossel?

sábado, 12 de março de 2011

Adaptando Byron

Love is friendship with wings.

(But why do people focus only in the wings? Flying is fun but is the friendship that guarantees the safe landing.)
Você não vem aqui, você está longe, você não se importa com quase nada do que me importa. Você não me sente, não me sabe e não me lê.
Você não é quem eu penso que você é, mas eu tenho saudade do você que eu inventei para mim.
Essa não vai para a série Coisas que eu gostaria de ter escrito, porque isso significaria um passado de sofrimento indescritível para as pessoas que eu amo, e isso ninguém quer. Prefiro meus pais com seu esquerdismo moderado, sensato e intacto, suas fugas acadêmicas para a França, seu instinto de sobrevivência acima de qualquer causa. Talvez cause um certo desprezo em quem viveu o horror de verdade. Certamente não é bonito, não é motivo de orgulho, nem foi seriado de TV, mas deixou neles partes íntegras, que de outra forma teriam sido destruídas pela crueldade da ditadura. Eles ainda têm medo, é verdade. Um medo estranho e difuso, entranhado neles de uma forma que não encontra explicações razoáveis. Mas o medo é a maior cicatriz deles, e sei que há outras infinitamente maiores, mais profundas e mais dolorosas marcadas no todo de outras pessoas.

Reproduzo esse texto aqui porque ele me comoveu. Porque me encanta e me toca o quanto a Fal consegue tantas coisas de tantos jeitos, me fazendo rir, me fazendo chorar, me fazendo sentir e entender coisas às vezes delicadas e doces, outras vezes dolorosas e quase impossíveis de imaginar.

"A sala da minha mãe
O que passaram os caras sentados acolá, na sala da minha mãe , você e eu nem podemos imaginar. Com todo nosso discursinho a favor disso e contra aquilo, nossos slogans, nossas eleições cheias de candidatos fabricados, bolinhas de papel, bandeirolas agitadas aqui e ali, meu bem, nossas opinõezinhas sobre Cuba e leite B e uniformes e palavras cujo gênero se inventa, nossos blogs engajadinhos, nossos blogs alienados, nossas aulas medíocres em universidades idem, nossas aulas geniais em todos os cantos, nossa panfletagem rasteira e essa pose de quem está salvando o mundo, nós não fazemos a mais-mínima-porra-ideia. Os caras sentados ali na sala da minha mãe passaram por tudo, mangueiras de alta pressão, celas imundas, espancamenos de verdade, choque elétrico e afogamento. Um deles perdeu um filho, o outro um olho, todos têm cicatrizes e um pavor irracional de serem pegos num comando tolo, desses de sexta-feira, que procura maconheiros e bêbados mimados. Os caras sentados ali na sala da minha mãe tomam remédio pro ácido úrico e pra depressão, pra pressão alta, pra pressão baixa. Eles viram o pior, eles perderam o que havia pra perder e além. Alguns, como meu tio S., ainda acreditam. Alguns, como a minha boa mãe, não crêem em mais nada e torcem a boca de nojo com o discurso de quem ganhou, com o discurso de quem perdeu. Alguns votaram em um, um monte no outro, alguns, não, vários deles, inda sonham com acampamentos ilegais, armas idem e invasões de toda sorte. Eles estão acolá, na sala da minha mãe, rindo alto, vendo fotos antigas, cantando musiquinhas (uma versão em especial, paródia de Quem te viu, quem te vê, do Chico, diz "você era o mais bonito, da escola de cadetes, você era o favorito, pois tocavas clarinete" e por aí vai, engraçadíssima), lembrando dos que morreram na cadeia, na tortura, no exílio. É bonito de ver, é triste também. Minha mãe coça o braço por cima de uma das cicatrizes (não a pior) e faz cara de choro de quando em vez. Eu sei que ela tem pesadelos às vezes, com a cadeia, com as surras, com o outro lado do mundo, embora ela não me conte. Sei, porque pesadelos _ doutra sorte _ me acordam às 3 da manhã, e vou para a sala, e ela já está lá, fumando e chorando junto com alguma ópera bem desgraçada, cheia de tuberculoses e bebês moribundos.
Mas os caras que estão acolá, sentados na sala da minha mãe, uns de tevê, outros de sala de aula, outros da vida, fumam, riem, cantam e enterram seus mortos mais uma vez, sem chorar. Pelo menos, não aqui. Pelo menos, não agora."

Para você ler a Fal, é só clicar aqui.

quarta-feira, 9 de março de 2011

segunda-feira, 7 de março de 2011

Recarregando baterias

Então fomos na pracinha da nossa infância e batemos fotos e rimos e conversamos e passamos o tempo juntos.
Foi um dia feliz.

sábado, 5 de março de 2011

Indisponível para comunicação no momento.
Pela atenção, obrigada.
Bom carnaval a tod@s.
Sim, eu estou bem e continuo amando vocês. Só vou tirar umas férias do mundo.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Tenho algumas horas para decidir se entro realmente num projeto de pesquisa ou se largo de vez todos os "extras" da vida acadêmica e vou investir meu pouco tempo livre em outra coisa. Alguém ajuda?

quinta-feira, 3 de março de 2011

Cansada.
Residente hoje fazendo uma videolaparoscopia, cortando e retirando uma amostra tumoral do abdomen da paciente com aquelas pinças complicadas:
- Super Mário Bros!!!!

:-O

Mas confesso que achei engraçado.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Try again. Fail again. Fail better.

Beckett

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Mimimimimi

Quero minha poesia completa da Florbela Espanca, que tá agora num depósito úmido, escuro e frio, porque não tem lugar para ela aqui! :-(
"Toda conversa (...) é um encontro entre espíritos que possuem lembranças e hábitos diversos. Quando os espíritos se encontram, não se limitam a trocar fatos: eles os transformam, dão-lhes nova forma, tiram deles implicações diferentes, empreendem um novo encadeamento de pensamentos."


A difícil comunicação amorosa, por Regina Navarro Lins.

E como faz para aprender isso?!
Ok, pessoal, agora vamos todos numa corrente de solidariedade mandar energias positivas para eu conseguir estudar gineco, deonto médica e epidemio nesse fim de semana. (É óbvio que não vai dar tempo).
Pela atenção, obrigada.
Uma baleia em tamanho real na tela do seu computador.

(Via Pick and Choose, Here and There)

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Formspringue.me

Vc gostaria de ler a mente de alguém?

Eu não entendo nem a minha própria mente direito, melhor não me meter com a dos outros.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

(Adoro homens que se apaixonam por mulheres que não são bonitas.)

\o/ Eu sempre soube que eu era fruto da imaginação de alguém! \o/














Liniers.
Esse negócio de confiar na vida não é muito o meu forte, mas vamos tentar de novo. Um dia eu aprendo.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Today on Post Secret

"He gave me books like other men would give me flowers..."

The rest of the postcard doesn't matter, I'm the one who gives books as other people give flowers.
If you water them properly, they blossom just the same.

(Post Secret link)
É f*** a pessoa ser debilóide e sentimental! Encontro amigas dos meus 13 anos no Facebook e começo a chorar.

Da Série Constatando o Óbvio

As pessoas são mais variadas do que a gente é levada a acreditar.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

(Você não vem aqui, mas eu gosto de você e gostaria que tivesse sido diferente.)

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Teyatha Om Bekanze *✿* Medicine Buddha Mantra

Eu sou uma pessoa complexa, mas também sou altamente didática. Quer me entender? Converse comigo. É assim de simples.
Adorei esse álbum: a vida como ela é.
Amor especial pela foto da senhora de unhas pintadas e chinelo.

O Milagre do Chocolate

Três bombons e eu sou uma nova mulher!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Fal is simply the best!

"P.S.2: meu maior problema com a treta no Egito é que minha mãe não pode ver uma rapaziada tomando praça de cartaz na mão. Cantou a Internacional o dia todinho (em francês, leitor, eu não tenho mais condições), fez altos planos de derrubada do poder estabelecido e andou pela casa xingando e resmungando. Olha, mãe comuna é coisa muito triste na vida duma viúva casta e recolhida desse mundo sujo, viu?"

Ela consegue te comover e/ou te fazer rir a qualquer hora do dia ou da noite. 'teje avisado, "leitorzim".

Mais da Fal você lê aqui: www.dropsdafal.blogbrasil.com

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Querido Universo,

Obrigada por todas as pessoas maravilhosas da minha vida que todos os dias me lembram das coisas importantes que eu ainda esqueço. Você é realmente legal.

Tem dias em que chega a ser engraçado. Eu aqui chafurdando em tristeza auto-induzida e de repente pululam Pessoas Queridas dizendo coisas como "Tô com saudade! Quero te ver!", "Tu és um amor de pessoa!", "Tu é uma pessoa tão rica!", "Tu é uma das pessoas legais que eu quero que venha para a praia comigo!", "Tu é uma das pessoas que mais me entende e me ama nesse mundo! Eu também te amo esse tanto e espero conseguir te entender esse tanto também!", "Tô sempre aqui para o que tu precisar!", "Vamos combinar alguma coisa? Tô com saudade!", "Tu vai também? Que bom!!!", e eu choro e rio ao mesmo tempo.

Assim que não faz o menor sentido nesse mundo-de-meu-deus eu estar aqui sofrendo e me sentindo uma pulga esmagada por causa de alguém que não me quer. Sério, Universo, só você para ter esse tanto de paciência comigo, viu? Realmente obrigada!

Eu tô melhorando. Aos poucos e lerdamente, mas tô. Tô aprendendo tudo o que preciso e quero aprender. Dá bastante trabalho e às vezes acontecem uns contratempos e eu desanimo para caramba. Aí vem você e me dá todas essas coisas muito lindas e legais. Cara, Universo, Você é realmente massa!

Obrigada!
Da sempre sua,

Pequenas coisas divertidas da vida

Uma criança parar empolgadíssima no meio da rua para dizer como o seu guarda-chuva é legal!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

(Adoro homem que arruma o cabelo quando me vê.)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Se você receber um e-mail assim, saiba que sou eu. No melhor de mim.

Tô mais sentimental do que a rotina hoje, devem ser as drogas. Então escrevi para dizer que te amo e que te ter na minha vida é uma das coisas mais legais que existem nesse mundo de meu deus. Viver não teria a mesma graça se eu não soubesse da tua existência nesse mundo.

Eu continuo aqui caminhando meu estranho caminho, tropeçando volta e meia, esfolando os joelhos, comendo cogumelos alucinógenos e encontrando as flores no meio do mato.
Tem dias que limpo a bunda com urtiga, mas tem outros em que as frutas são mais doces e a sombra da árvore me deixa descansar.
Gostaria que as pessoas entendessem o quanto não sou possessiva.
Mentira, sou possessiva sim, terrivelmente. Quero todo mundo para mim, guardadinho num campo florido, deitado na sombra e bem alimentado, para nunca mais ir a lugar nenhum e ser sempre só meu. Mas já aprendi há muito a domesticar isso. Tenho pouco a necessidade do compromisso obrigatório, quero mais é a certeza de que eu existo na vida dessa pessoa e ela existe na minha.
Segura disso, os silêncios não me atrapalham, as distâncias não me assustam, as ausências são só certeza de saudade, nunca de dor. Poder te querer sabendo-te livre não é um problema para mim. Já não peço mais do que podem me dar, porque eu mesma faço as minhas escolhas. Minha angústia é estender a mão e não saber de quem é o calor que me volta.
Minha angústia não é não ser tua e não seres meu. Minha angústia não é não ser de ninguém e ninguém possuir. Existe tanto amor na minha vida que ser possessiva não faz o menor sentido. Existe uma certeza tão grande em amar e ser amada que o que eu gostaria de verdade era de poder te trazer para perto desse tanto amor. Sem cobrança. Aprendendo a respeitar limites, caminhando percursos separados, mas de um modo que eu pudesse te avistar e sorrir, sabendo que o vulto que vai na outra margem me sorri de volta.

Alguma coisa sobre o amor eu já aprendi.

A metáfora da minha vida

Esse é praticamente o jeito como eu faço tudo na vida.
A foto e o tweet original é de @lagartazul. A saudosa Cris, autora dos melhores blogs que já li.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Sem novidade no front

Em compensação, Professor Delícia da gineco tá cada dia mais carismático, charmoso e divertido.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

(Preciso lembrar que às vezes descansar um pouco basta.)

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Go, Egito, go!
A merda vai ser se subir um aiatolá fundamentalista enlouquecido depois de tudo isso. Aí fodeu geral.
Sei, vocês adoram quando eu discuto política, né?

We should start a club

"See, my problem is that I find beauty in people far too often.
And I cannot bring myself to look at the ugly parts of people often enough. Therefore I love without good reason, therefore I love senselessly. And consequently, I am hurt more often than I’d like."

Her name is Elly.
Às vezes choro de desalento, medo e tristeza; outras vezes me encho de otimismo e os dias são mais calmos e mais gentis.
Um link.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Vocês lembram daquela história de amor linda que uma amiga minha estava vivendo aos 55 anos?

Aquela história que me fez - me cito - "renovar minha confiança na vida, no Universo e no tudo que há" - fim de citação. Lembram?

Pois é, ela foi encontrá-lo.

Abre-se um parêntese para dizer que eu estou há 5 dias me sentindo uma merda, sem saber como resolver uma situação que foi muito ruim, mas que, apesar de ter sido muito ruim, não me fez deixar de gostar da pessoa. Só que eu tenho medo que tudo simplesmente tenha dado errado e se acabe, e seja irreparável, inconcertável, impossível, e que se tenha perdido o que mal e mal delicadamente nascia. Me dói, me frustra, me dá raiva e eu não sei nem porque diabos eu gosto das pessoas todas desse jeito tão forte que eu gosto. Fecha-se o parêntese.

Me debatendo nesses sentimentos todos, faltei aula para poder caminhar um pouco, espairecer. Escrevi outro tanto (aliás, passei o fim de semana escrevendo) tentando depurar os sentimentos ruins e os meus erros, tentando achar uma solução.

Aí me sento ao computador juntando pedaços de tristeza, fechando as comportas, tentando achar algum conforto interno em me distrair preparando um trabalho para a faculdade, quando abro meu e-mail e encontro a seguinte mensagem, assim mesmo, em caps lock:

"BONEQUINHA!!!!ESCREVO RAPIDAMENTE SOMENTE PARA DIZER QUE DEVES PROCURAR O AMOR...TODOS OS DIAS...TODOS OS MINUTOS...
NAO EXISTE COISA MELHOR NA VIDA!!!!!
O ******* É A PESSOA MAIS LINDA, MAIS GENTIL, AMOROSA, DELICADA, SUAVE, FORTE, DELICIOSA, INTELIGENTE, SURPREENDENTE DO MUNDO!!!
PASSEI OS 10 DIAS MAIS LINDOS DA MINHA VIDA!!!!
FOI O MAIOR PRESENTE QUE RECEBI NOS MEUS 55 ANOS!!!
NUNCA DESISTA, O AMOR VALE A PENA!!!!
QUANDO VOLTAR, TE TELEFONO E VAMOS MARCAR UM CAFÉ!!!"

Foi impossível não chorar.

A próxima crise espera você no virar da esquina.

...
É " engraçado" como as coisas que a gente tem que resolver a gente tem que resolver. Porque o Universo vai ficar jogando tudo no seu colo, de novo e de novo e de múltiplas maneiras, até você dar um jeito.
Eu achei que tinha encontrado um sonho e de novo me deparei com as minhas mesmas limitações de sempre.
Não é surpresa nenhuma, é só que de vez em quando cansa. E não precisava ser bem no começo das férias da minha terapeuta, né, convenhamos, Universo! O Seu senso de humor às vezes me irrita!

domingo, 23 de janeiro de 2011

Esse blog vem sofrendo de profunda falta de interesse.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Ambulatório de gineco

Hoje tive que explicar para os meus colegas (todos homens) o que era KY.
Fui didática, mas acho que enrubesci.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

A pessoa, quando não está ocupada com a faculdade, está ocupanda com uma gastrenterite.
Sem mais no momento, despeço-me.
Atenciosamente,

sábado, 1 de janeiro de 2011

O cara disse tudo. Feliz 2011 para todo mundo. E um beijo em cada um.

May your coming year be filled with magic and dreams and good madness. I hope you read some fine books and kiss someone who thinks you’re wonderful, and don’t forget to make some art - write or draw or build or sing or live as only you can. And I hope, somewhere in the next year, you surprise yourself.

Neil Gaiman
(Via Let's never pretend to be more than we are.)

Let's all surivive 2011 then. But survive it with joy.